Blog da Chiquérrima | Comportamento

Por que maio é o mês das noivas?

08 de maio de 2018

Você certamente já ouviu falar que maio é o mês dedicado às mulheres que estão se preparando para se casar, por isso este seria um mês muito concorrido para o grande dia. Mas você já se perguntou por que maio é o mês das noivas? Será que você deveria levar isso em consideração na hora de escolher a data?

Como você sabe, casamentos são eventos cheios de tradições que você pode optar por seguir ou não, como usar vestido branco, receber uma chuva de arroz na saída da igreja e oferecer um bem-casado aos convidados no fim da festa.

Casar-se em maio é mais um desses costumes e, como muitos deles, não têm uma única origem, embora existam algumas explicações possíveis para isso.

Tudo floresce em maio

Uma das explicações de por que maio é o mês das noivas vem dos países que estão acima da linha do Equador e vivem estações do ano opostas às nossas. Por lá, especialmente nos locais onde o inverno é mais rigoroso, maio é o mês em que a primavera se mostra com mais intensidade, embora ela se inicie em 21 de março (como o nosso outono).

Assim, é em maio que a natureza se torna mais exuberante por recuperar suas folhas verdes e tudo se enche de cor com a presença das flores, que passaram meses sumidas por causa das temperaturas mais frias. Existe até mesmo uma canção do folclore alemã chamada “Tudo floresce em maio” que ressalta a beleza dessa época do ano.

Como as flores são associadas ao feminino e ao amor, o mês em que a primavera atinge seu ápice passou a ser associado ao casamento, sendo considerado “o mês das noivas”.

Além disso, em termos práticos, em maio as temperaturas não são mais tão frias quanto no inverno nem tão quentes quanto no verão, o que faz deste mês uma boa época para casamentos no Hemisfério Norte.

Mês das mães e de Maria

Hoje em dia, se casar não é mais sinônimo de ter filhos, de modo que a maternidade passou a ser uma escolha de cada mulher. Contudo, por muito tempo se considerou que todas as mulheres desejavam ser mães, e o primeiro passo para realizar esse sonho era se casar.

Como você sabe, no segundo domingo de maio nós comemoramos o Dia das Mães, uma tradição que foi estabelecida há pouco mais de 100 anos nos Estados Unidos. Porém, a origem dessa data é bem mais antiga: ela vem da Grécia Antiga e acontecia em março, com a chegada da primavera (alguma coincidência?), para homenagear Rhea, a Mãe dos Deuses.

Vamos nos recordar também que, para a Igreja Católica, maio é o mês dedicado a Maria, mãe de Jesus e de todos os seguidores da religião. Embora não haja uma menção direta na Bíblia, desde os primórdios do Catolicismo a “Consagração a Nossa Senhora” é feita neste mês, tornando esse um costume muito forte.

Dessa forma, se somarmos a antiga relação entre se casar e ter filhos, a celebração do Dia das Mães e a Consagração de Maria pelos católicos, fica fácil entender por que maio passou a ser visto como um mês ideal para os casamentos, reforçando a ideia da maternidade. Inclusive, acreditava-se que se casar em maio daria mais sorte e traria mais fertilidade às noivas devido a todo aspecto feminino envolvido nesse mês.

Uma explicação menos romântica

Existe uma terceira explicação de por que maio é o mês das noivas, mas ela tem menos indícios materiais que as outras duas e é bem menos encantadora. Como já falamos anteriormente, maio é quando as temperaturas de fato começam a subir no Hemisfério Norte – e isso fazia uma diferença ainda maior na vida das pessoas na Idade Média, quando não havia aquecimento nem energia elétrica.

Você provavelmente já entendeu aonde queremos chegar: depois de tantos meses de frio intenso, maio era o momento em que as pessoas finalmente podiam tomar um belo banho, ficando mais apresentáveis para seus futuros cônjuges.

Inclusive, uma das possíveis origens do buquê de casamento é que, naquela época, as noivas carregavam muitas flores até o altar no intuito ficarem mais perfumadas para seus maridos.

Maio realmente é o mês das noivas no Brasil?

Apesar de a fama do mês de maio seguir firme, o verdadeiro “mês das noivas” (e dos noivos!) por aqui é dezembro, quando foram realizados 12,6% dos casamentos entre 2010 e 2015 de acordo com dados do IBGE.

A explicação para isso também não é romântica, mas não envolve nenhuma precariedade com a higiene como acontecia na Idade Média: na verdade, muitos casais escolhem o fim do ano porque seu orçamento recebe o reforço do 13º salário e porque é mais fácil conseguir alguns dias de folga para curtir a lua de mel.

Mas, pensando bem, nós também mantemos a tradição de alguma forma: por aqui, a primavera começa em setembro e vai até dezembro, e esses quatro meses concentraram 41% dos casamentos registrados pelo IBGE no mesmo período.

Ou seja, ao que tudo indica, nós também gostamos de cerimônias cheias de flores! O frio, porém, parece incomodar muito menos por aqui, pois julho foi o quinto mês da lista, com 8,4% dos casamentos. Quem ocupou o último lugar foi fevereiro, com 6,6%.

Agora que você já sabe por que maio é o mês das noivas, você deve estar curiosa para saber qual é a posição dele no ranking dos casamentos. Pois bem: maio ocupa um modesto 6º lugar, mais uma prova de que as tradições estão sempre se renovando.

Autora

Rossana Lazzarotto