Blog da Chiquérrima | Gastronomia

8 dicas para definir o cardápio do buffet para o dia do casamento

22 de maio de 2018

Além de ser uma necessidade básica, a comida tem uma grande importância social e é um dos elementos-chave de qualquer festa – e escolher o menu perfeito para o seu grande dia é uma forma de valorizar seus convidados. Pensando nisso, nós preparamos algumas dicas para definir o cardápio do buffet de casamento que podem te ajudar nessa parte dos preparativos:

1. O cardápio precisa ter coerência do começo ao fim

Mesmo que você, seu noivo e sua família gostem de diferentes tipos de comida, indica-se optar por uma linha e segui-la do começo ao fim.

Servir um coquetel inspirado na cozinha molecular, um jantar francês supertradicional e sobremesas típicas do interior de Minas Gerais, por exemplo, impede que haja uma unidade no cardápio e pode deixar seu casamento sem personalidade. Por isso, o melhor é optar por um tipo de comida para todas as etapas do buffet e fazer as variações dentro desse mesmo estilo.

2. Quer servir pratos fora do convencional? Faça uma ilha especial para eles

Um dos noivos é estrangeiro e gostaria de servir comidas típicas de seu país de origem? Ou, então, vocês são apaixonados por um tipo de culinária exótica e adorariam dividir isso com seus convidados?

Em ambos os casos, vocês podem optar por um buffet com cardápio mais tradicional, que atenda às preferências da maior parte dos convidados, e servir os pratos “diferentes” em uma ilha à parte. Assim, será possível valorizar as origens e o gosto do casal ao mesmo tempo em que se evitam constrangimentos pelo fato de os convidados não estarem acostumados a um tipo de comida fora do convencional.

3. O cardápio deve ser adaptado ao tipo de serviço e ao estilo do casamento

O serviço americano, no qual os convidados se servem em ilhas e comem em pé, segurando o prato nas mãos, é o mais informal, portanto deve ser reservado apenas aos casamentos mais despojados. Nesse caso, pode ser bem complicado consumir pratos como carnes, portanto ele se adapta melhor aos brunchs e almoços descontraídos e com cardápios no estilo finger food.

O serviço franco-americano é aquele em que os próprios convidados se servem nas ilhas e comem sentados às mesas, cujos lugares são previamente marcados. Esse é o serviço mais utilizado hoje em dia, e não há restrição quanto ao tipo de alimento a ser servido.

®Castelo do Batel

No serviço à francesa, que não é muito comum no Brasil, os garçons montam o prato dos convidados em suas mesas conforme a seleção do cardápio. Por fim, no serviço à inglesa, os pratos já são montados pelo serviço de buffet, de preferência com uma apresentação bem caprichada, e são servidos pelos garçons diretamente nas mesas – como você pode ver na foto acima, do buffet do Castelo do Batel.

Com exceção do serviço americano, todos esses serviços podem ser utilizados em almoços e jantar mais formais, variando o tipo de prato oferecido conforme o horário da festa.

4. O brunch é uma opção para casamentos matutinos

Para eventos no estilo mini wedding realizados ao ar livre e no começo da manhã, você pode optar por servir um brunch entre as 10 e as 11 horas.

Nesse caso, o cardápio costuma incluir itens como frutas frescas, pães, queijos, frios, patês, geleias, bolos, tortas, sucos, café, leite e chás, entre outros. Para surpreender seus convidados, minissanduíches variados, panquecas doces e bolos coloridos são boas opções.

®Cesar Monteiro

O brunch não precisa necessariamente de lugares marcados, mas isso não significa que a mesa não possa ser caprichada: basta ver a beleza do brunch organizado pelo buffet César Monteiro para ficar com água na boca!

5. O almoço pode se adequar ao nível de formalidade do seu casamento

Se a festa vai acontecer a partir das 11h, você pode optar por servir um almoço mais ou menos tradicional, de forma a combinar com o estilo do seu casamento. Esse tipo de buffet combina muito bem com festas ao ar livre, mas nada impede que ele seja oferecido em um salão.

Na hora de escolher o cardápio, não se esqueça de incluir pratos quentes e encorpados, à base de carnes e massas. Para deixar o almoço um pouco mais formal, a dica é oferecer um coquetel antes da refeição principal.

6. O jantar pede pratos mais sofisticados

O jantar é a refeição mais formal que você pode oferecer, por isso os pratos devem ser mais sofisticados do que aqueles servidos no almoço – e um pouco mais leves também em função do horário. O coquetel e a entrada quase sempre estão presentes nesse tipo de buffet, o que deixa o evento mais elegante.

Nesse caso, o cardápio deve contar com saladas, guarnições, massas, carnes e sobremesas, com preparações que variam conforme a época do ano.

Por exemplo, no verão, saladas de folhas verdes, massas com molhos mais leves e peixes fazem sucesso. Nessa estação, um prato com peixe branco nobre servido com molho mediterrâneo e sauté de legumes, como você pode ver na foto do buffet do Castelo do Batel, é uma excelente pedida!

®Castelo do Batel

Já os casamentos realizados no inverno podem contar com caldos e sopas, massas com molhos à base de queijo e mais encorpados e carnes com sabor mais acentuado, como cordeiro e vitela. Um caldo de aipim com bacon, como o servido pelo buffet César Monteiro, combina muito bem com os dias mais frios.

®Cesar Monteiro

7. Não se esqueça das restrições alimentares

Certamente, você conhece pessoas que seguem dietas vegetarianas ou veganas, que evitam o glúten ou a lactose ou que têm intolerância a esses elementos.

Por isso, é importante que o cardápio inclua pelo menos uma opção que atenda a esse público em cada etapa da refeição, de forma que todos os seus convidados possam se alimentar. Se você terá muitas crianças entre os convidados, é uma boa ideia oferecer também o menu kids.

8. Faça a degustação do menu

Independentemente da sua escolha quanto ao tipo de serviço e o horário da festa, é essencial fazer a degustação dos fornecedores que você está considerando. Nessa etapa, além de efetivamente provar os pratos, aproveite para verificar as instalações da cozinha e conhecer os tipos de louça disponíveis.  

Entre todas as dicas para definir o cardápio do buffet de casamento, essa certamente é uma das mais agradáveis. Portanto, quando você encontrar o menu que te deixe feliz e satisfeita, não tenha dúvidas: esta será sua melhor escolha, pois é isso que buscamos ao oferecer uma comida caprichada e saborosa aos nossos convidados.

Autora

Rossana Lazzarotto