Blog da Chiquérrima | Preparativos

Como escolher a data do casamento?

17 de abril de 2018

Você e seu parceiro tomaram a linda decisão de se casar? Parabéns! Certamente esse dia será lembrado com muito amor por toda a vida de vocês. Porém, agora que os planos vão começar a sair do papel, surge uma dúvida importante: afinal, como escolher a data do casamento? Se você está lidando com isso neste momento, saiba que existem alguns fatores que você deve levar em consideração para escolher a data que mais combina com vocês e que seja apropriada para o planejamento de todos os detalhes. Veja algumas dicas que podem te ajudar a tomar sua decisão:

Reserve pelo menos um ano para organizar o casamento

A antecedência necessária para planejar o grande dia depende da rotina do casal e do porte do evento. Se você tem uma vida corrida, pode ser difícil encaixar os preparativos na sua agenda sem deixar seus compromissos profissionais de lado – e a situação fica ainda mais complicada quando você pretende receber muitos convidados.

Pensar em todos os detalhes da cerimônia e da festa é uma tarefa que consome bastante tempo, mesmo que você tenha uma boa assessoria. Portanto, o ideal é ter pelo menos um ano para lidar com os preparativos, de forma que você possa pesquisar vários fornecedores, fazer provas com calma e até mesmo mudar de ideia quanto à decoração ou outro item no meio do caminho.

Considere a procura do seu lugar dos sonhos

Se você faz questão de se casar em uma igreja, salão ou outro local muito concorrido, pode ser necessário esperar vários meses – às vezes mais de um ano – para conseguir uma vaga na agenda.

Nesse caso, o melhor a fazer é consultar a disponibilidade do lugar dos seus sonhos e definir a data do seu casamento a partir das possibilidades oferecidas.

Reflita sobre meses mais e menos concorridos

Maio ainda carrega a fama de ser o mês das noivas, mas os meses mais concorridos para se casar atualmente são setembro, outubro, novembro e dezembro. Em função disso, lugares e fornecedores costumam estar com os horários lotados nesse período – o que também pode elevar o preço dos serviços.

Se você tem um orçamento limitado, pode ser mais interessante dar uma chance a meses menos disputados, como fevereiro, março e abril. Para quem não se importa com a superstição, agosto também é um mês em que costuma ser mais fácil fechar contrato com os profissionais mais desejados.

Considere as características da estação do ano

As condições climáticas sempre devem ser levadas em conta na hora de escolher a data do casamento. Como o Brasil é um país muito grande e diversificado, a dica é se basear nas características de cada estação na sua cidade (ou na cidade onde você planeja se casar). A estação do ano não é um impeditivo para a realização de um casamento, mas pode ser necessário fazer algumas adaptações. Por exemplo, em locais cujo inverno é muito rigoroso, pode ser inviável fazer um casamento ao ar livre nos meses de frio. Da mesma forma, quando o verão é marcado por muito sol e temperaturas altíssimas, a escolha da data deve levar em consideração o conforto dos noivos e dos convidados.

Já na estação de chuvas, pode ser um tanto arriscado fazer casamentos ao ar livre – por isso, sempre tenha um plano B (como uma tenda) e verifique o trajeto que seus convidados precisarão fazer do estacionamento até o local da cerimônia ou da festa.

Pense na logística dos convidados e nos compromissos do mês

Casamentos são ocasiões especiais que demandam certo planejamento por parte dos convidados, ainda mais quando o evento envolve o deslocamento entre cidades. Por isso, além de encomendar os convites com pelo menos seis meses de antecedência para poder entregá-los a tempo, é necessário avaliar outros compromissos que possam existir. Em dezembro, por exemplo, muitas pessoas se envolvem nos preparativos para o fim do ano, o que pode impossibilitá-las de comparecer ao casamento. Os feriados e os meses de férias, como janeiro e julho, também devem ser levados em consideração, pois muitos convidados podem já ter viagens compradas. Por isso, se você está pensando em marcar a data do seu casamento nessas épocas, a dica é enviar um “save the date” com seis a oito meses de antecedência. Assim, seus convidados terão tempo para se organizar e compartilhar esse momento com você e seu noivo.

Leve em consideração os planos para a lua de mel

Se você e seu noivo já têm um destino certo para a lua de mel, não se esqueça de considerar as vantagens e desvantagens que o destino oferece na época escolhida para o seu casamento. Viajar para o Caribe no período de furacões, por exemplo, é uma preocupação que você não precisa vivenciar nos seus primeiros dias de casada.

Por isso, se você pretende viajar logo depois do casamento e já tem um local em mente, sempre verifique as condições climáticas, os preços e o fluxo de visitantes no seu destino. Talvez seja mais interessante se casar no mês seguinte para poder embarcar no avião pouco tempo depois da festa ou, alternativamente, manter a data do casamento e deixar a lua de mel para algumas semanas mais tarde.

Escolha uma data que seja simbólica para o casal

Para casais mais românticos, datas como o aniversário de namoro ou do primeiro beijo ou outras que tenham algum significado para os noivos podem ser excelentes opções para marcar o casamento. Afinal, este já é um dia cheio de simbolismo, e ele se tornará ainda mais especial.

Se vocês têm uma data assim em mente, verifique se ela atende aos outros requisitos e aproveite o clima desse dia cheio de emoção! Saber como escolher a data do casamento é muito importante para o sucesso do grande dia. Porém, acima de qualquer busca pela perfeição na cerimônia ou na festa, considere sempre o amor e a felicidade de vocês, que são os verdadeiros motivos da celebração.

Autora

Rossana Lazzarotto