Blog da Chiquérrima | Preparativos

Bolo de recepção por Cesar Monteiro

07 de julho de 2017

Contam os historiadores que na Roma antiga usavam-se pequenos bolos de trigo e mel, que não eram degustados pelos noivos ou convidados, mas, sim, esfarelados sobre a cabeça da noiva para trazer mais prosperidade e fertilidade de acordo com a tradição.

Já na antiga Grécia ofertavam-se aos convidados, biscoitos de gergelim e mel, uma alusão aos momentos doces e salgados que existem em toda união. Foi apenas no século XVII, na França, que surgiu o bolo de casamento semelhante ao que conhecemos hoje. No entanto, cada época vem com uma característica especial. Hoje a marca são os detalhes que fazem toda a diferença, são especialistas que são verdadeiros "cakes designers”.

Foi assim que o meu querido amigo e parceiro Cesar Monteiro desenhou e criou o bolo de recepção do Castelo do Batel para os meus queridos Maria Izabel e Caio Castro. Essa é outra tendência que tem conquistado algumas festas: um bolo para a mesa de doces e outro para a a recepção. Fica um luxo!

E meu querido Cesar Monteiro não mediu esforços na criação! 6 diferentes andares com texturas de encantar, com destaque para as flores para seguir a proposta da festa.

  FOTO-18506130 FOTO-18516135 FOTO-18526139     Serviços Cesar Monteiro Fine Cuisine

Autora

Rossana Lazzarotto